Não ha mudanças o que há e´o aérfeiçoamento de decisão do que já é

Não ha mudanças o que há e´o aérfeiçoamento de decisão do que já é
Muda Mundo não mude voce

Seguidores

Olá Seja bem vindos!!!

Obrigada por ser amigos da Terra e de tudo belo que há
Sua Amizade é o bem mais precioso que temos ..
Grande bjusssss
Loading...

VIVENTES E SOBREVIVENTES FINAL TODOS IGUAIS

VIVENTES E SOBREVIVENTES FINAL TODOS IGUAIS
SOMOS O SAL DA TERRA

AS MAIS PROCURADAS

AS MAIS PROCURADAS
MULHERES NO PLANETA

Imagens .. Maravilhosas

http://garden-mjgarden.blogspot.com.br/

HISTORIAS DE VIDA TERRA PLANETA

começou quando eu sair do trabalho, resolvi caminhar um pouco, ate ao ponto de onibus, eu caminhava em passos lentos, estava um tanto cansada,e exaurida,os sapatos altos, ja incomodavam,meus pensamentos começaram a devaneios da imaginaçao....Tudo

Boa Noite .. Bom Sono e um Lindo Amanhecer

Boa Noite .. Bom Sono e um Lindo Amanhecer

Como Um tribo de Andorinhas.. Neste Lindo Planeta Terra.. !!! Paz .

Minha foto

Viver a   Liberdade.. sem ser Libertino, nas estradas, com variadas esquinas "Da Vida', conscientizando e se permitindo... conscientizar...Ser útil e nunca se sentir acima do bem e do Mal... Não as Mordaças... sem Opressão... Mas, contribuíndo ao Bem Comum, com senso  Ético e postura..Em "SER" .Humanio.. Sou apenas .. "PESSOA"...Dever do " SOMOS HUMANOS".. Em Defesa, Tentando Conquistas, ao fazer valer...Os Direitos Universal do Homem..."

Google+ Followers

Beleza

Beleza
Tudo ele fez

Multidões e Rostos

Loading...

Postagens populares

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

sábado

Melhor do Planeta

ítimas acabam sendo intimidadas após mandar fotos online Centenas de crianças e adolescentes ao redor do mundo têm sofrido chantagem para praticar atos sexuais e compartilhar fotos pornográficas pela internet, alega um relatório divulgado nesta sexta-feira pela ONG britânica Centro contra a Exploração de Crianças e de Proteção Online (Ceop). Os abusadores, diz a ONG, convencem suas vítimas a enviar fotos de si mesmas com teor sexual. Feito isso, ameaçam mandar as imagens para pais e amigos das vítimas caso estas se recusem a continuar a conversa online. Notícias relacionadas Como ensinar adolescentes diferença entre sexo real e pornográfico? Ladrões acham pornografia infantil em casa e denunciam dono Americano é acusado de abusar de menor com quem se 'casou' em jogo online Tópicos relacionados Internet, Internacional Andy Baker, porta-voz da Ceop, diz que a organização já teve conhecimento de casos do tipo envolvendo 424 jovens e crianças ao redor do mundo - algumas de oito anos de idade. A chantagem, segundo ele, já levou sete crianças a cometer suicídio e outras sete a se autoflagelar seriamente. 'Lado escuro' Os abusadores geralmente iniciam a conversa se fingindo de crianças ou de pessoas do gênero oposto das vítimas. O relatório da Ceop diz que as conversas começam em sites abertos ou redes sociais e logo são levadas a fóruns privados, "onde ganham teor sexual". "(O abuso) avança rapidamente", diz Baker à BBC, alegando que em menos de cinco minutos o abusado online "vai de 'oi, você quer tirar sua roupa' a alguém cometendo autoflagelo". Uma vez que as vítimas enviam imagens sexuais de si mesmas, a chantagem começa, com pedidos de mais fotos de teor sexual - algumas envolvendo autoflagelo - ou até mesmo pedidos de somas em dinheiro, sob a ameaça de as imagens comprometedoras serem enviadas a conhecidos da vítima. Em um dos casos, um dos acusados de abusos chegou a arquivar as imagens pornográficas que recebia de crianças em uma pasta nomeada "escravos". Operação K Entre os 424 jovens e crianças que sofreram chantagem, 322 deles – principalmente meninos entre 11 e 15 anos, oriundos de todo o mundo – foram descobertos em uma única investigação neste ano, chamada de Operação K. Os criminosos usavam mais de 40 perfis falsos online e outros tantos endereços de e-mail para perpetrar os abusos, diz a Ceop. O esquema foi descoberto por autoridades britânicas depois que uma rede social identificou atividades suspeitas e uma criança avisou seus pais. Na Grã-Bretanha, o assunto ganhou especial relevância em agosto, após o suicídio de um garoto de 17 anos vítima de chantagens. Daniel Perry pensava estar trocando mensagens e fotos com uma menina de sua idade, até que os abusadores pediram dinheiro para não tornar essas imagens públicas. Ele acabou se jogando de uma ponte. Logo após sua morte, sua mãe disse que ele era "um menino feliz, não estava deprimido, e não era o tipo de pessoa que você pensaria que iria tirar a própria vida. Queria que ele tivesse me procurado (e contado o ocorrido)". Prevenção É importante que pais eduquem a si mesmos e a seus filhos a respeito de configurações de privacidade e denúncias de eventuais abusos na internet, adverte Scott Freeman, fundador da ONG antibullying online Cybersmile. Segundo ele, é importante que as crianças e jovens entendam que não devem falar com pessoas que não conhecem e não devem passar "de plataformas públicas a privadas". Por outro lado, Freeman opina que os provedores de internet precisam ser mais proativos para coibir abusos, ressaltando que alguns "já começam a adotar procedimentos do tipo". A Ceop, por sua vez, adverte que os jovens vítimas de abusos online podem, além de ter mais propensão a se autoflagelar, se tornar mais agressivas e introspectivas.(...)